Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sam ao Luar

Sam ao Luar

17
Jan22

"Queres casar comigo?"

Sam ao Luar

22229306_StGM1.jpeg

Eles caminhavam sempre todos os fins de semana: ele oferecia-lhe flores, ela enfiava-lhe o braço e davam assim a sua volta. Falavam de tudo: da semana, do trabalho, das ansiedades e da vida. Conheciam-se desde sempre ou assim parecia.

Nenhum deles tinha uma cara metade. Nunca tinham encontrado alguém que lhes falasse mais alto ao coração, ou então o destino nunca o quis. A sociedade ensinou-lhes que a amizade entre homens e mulheres é impossível e por isso, muitas vezes. eles confundiam e estranhavam os seus próprios sentimentos: amizade, respeito, companheirismo. No fundo, amavam-se daquele modo estranho que só eles entendiam. Queriam, mais do que tudo, o bem estar e a felicidade um do outro.

Ao passar por um muro recém-construído, ainda o revestimento não tinha tido tempo de secar, ele parou. Apanhou um pauzinho do chão e escreveu sem preconceitos "queres casar comigo?". Sim, eles amavam-se. Ela prometeu-lhe que, se o tempo passasse e eles continuassem sem as suas respetivas caras metades, nunca ficariam sozinhos. E mesmo que encontrassem e o mundo desse as suas voltas. Aceitou sem hesitar.

Continuaram a sua volta, desta forma, de mãos dadas.

 

Desafio aceite!

10
Jan22

52 semanas de 2022 - 10 coisas que te deixam feliz

Sam ao Luar

Desafio de Escrita 52 semanas em 2022

Sem nenhuma ordem em particular. Há mais, sem dúvida, mas estas saíram quase imediatamente.

  • O Mar 

E tudo o que lhe pertença: o cheiro, a praia, os pés na areia, a água fria, o barulho das ondas, a salitre no cabelo, caminhar nas rochas.

  • O Pôr do Sol

Ou como diz o meu mais pequeno "a cor do sol". O final de mais um dia, o sentimento de objetivo concluído.

  • O cheiro de trás da orelha do meu filhão e o seu beijinho gordo

Pergunto-me se ele vai cheirar sempre ao meu bebé, ou se é melhor ir aproveitando enquanto me deixa focinhá-lo todo.

  • Ir ao ginásio

Não podia faltar, né?

  • Colocar as fitas antes das aulas de combat e trautear baixinho as músicas.

A antecipação. É o meu único ritual.

  • Comer (e conviver) ou Conviver (e comer)

Qualquer coisa, acompanhada de boa companhia e uma boa bebida.

  • Fazer amor

Aquilo que todos pensamos e ninguém diz.

  • A música

Sozinha, com a minha música. No carro, no banho, no ginásio, em qualquer lado. É quando imagino o meu pequeno mundo dentro do mundo: tem personagens, vidas, cenas, filmes, ação e romance. Tem de tudo!

  • Alguns cheiros

Um pacote de batatas fritas acabado de abrir, pipocas, o desodorizante do meu homem, relva acabada de cortar, roupa lavada, café, protetor solar.

  • Sentar no sofá e sentir o calor do sol a bater nos pés.

De repente, lembrei-me da banda sonora do filme Música no Coração:

"I simply remember my favourite things and then I don't feel sooo baaadddd."

 

08
Jan22

Dias nublados.

Sam ao Luar

Há dias que parecem assim... nublados. Parece que a nossa mente fica turva, como se estivessemos submersos em água e só conseguimos ouvir assim uns sons abafados. E apesar de ser um dia, vá digamos, daqueles até bonzinhos, parece que anda à nossa volta uma nuvem estranha, um nevoeiro frio. Estamos apáticos, anestesiados.

E tudo porque nos damos ao luxo de pensar que as pessoas, na sua generalidade, são boas. E o facto de parecerem boas, não faz com que o sejam. Sim, eu já sabia. Já sabia que quanto mais damos, mais nos tiram. Quanto mais estendemos a mão, mais nos comem os dedos. E quanto mais abrimos os braços, melhor se vê o coração. 

Apetece-me vestir aquela capa grossa outra vez. Não é para não ter frio, é para que não se veja cá para dentro. E levar dentro da minha capa aqueles que dela também precisam.

 

03
Jan22

52 semanas de 2022 - Descreve a tua personalidade

Spoiler alert: não vão gostar...

Sam ao Luar

Desafio de Escrita 52 semanas em 2022

Tema 1: Descreve a tua Personalidade

Era eu ainda nova, a minha mãe gritou-me que eu era fria e calculista. Ela tinha razão. Mas para apimentar aqui a coisa, pedi ao meu companheiro de vida para descrever a minha personalidade em 5 palavras: teimosa, possessiva, corajosa, determinada e chata (acho que esta última foi para despachar...).

Eu sou fria e calculista. Sou insensível, instável (ora estou muito bem ora estou muito mal) mas também sou apática, muitas vezes. Sou aquela pessoa que enche, enche, enche e depois explode e... saiam da beira, quando isso acontece. Sou ciumenta e possessiva. Muito: o que é meu, é meu, tira daí as ideias. Em relação a tudo: amor, amigos, comida! Preciso da minha estabilidade, dos meus pés no chão, dos meus bens materiais. Sou preguiçosa para tarefas domésticas. Sou teimosa como uma mula, não suporto que não me deem a razão quando sei que a tenho, detesto que me diminuam e me retirem o valor. Não gosto de ter a fama e não ter o proveito. Sair da rotina cria em mim muita ansiedade. 

É tudo mau? Talvez não. Sou muito intuitiva, confio quase cegamente na minha intuição, ela tem quase sempre razão. Sou inteligente, trabalhadora, tento ser boa em tudo o que faço. Sei que não sou a melhor. Esforço-me, pelo menos. Faço tudo o que posso pelas pessoas de quem gosto, mesmo aquelas que não mereçam. No final, normalmente quem perde sou eu. Sou boa ouvinte, mas não sou boa conselheira. Acho que sou aquela que está presente mas em silêncio.

Detesto perder. No jogo, na vida, em tudo. Tenho dificuldade em acreditar em mim e não confio em elogios. Sou impiedosa e vingativa. Na generalidade, acho que não sou boa pessoa. Ou então, tenho consciência daquilo que é mau mas ainda não acredito naquilo que tenho de bom.

 

29
Dez21

Vou só ali deitar-me com ele e já venho.

Sam ao Luar

No início do ano letivo, fui à médica de família com a pequena criatura despistar uma infeção urinária. Afinal, o facto de ele ir à casa de banho de meia em meia hora e a fase de pesadelos era "só" um pico de ansiedade. Ansiedade, sério? Um puto de 7 anos? Tudo bem que eles também sintam essas coisas, mas a sério que eles já têm que lidar com isso nestas idades?

Estes dias, voltamos ao mesmo. Período pré-mini-isolamento-com-contenção-de-contactos-e-teletrabalho. E eu tenho para mim que sou eu que lhe passo estes sentimentos de ansiedade generalizada, porque eu também os vivo. Portanto, não presto mesmo.

Antes de adormecer, tem dias que nos pede para que nos deitemos um bocadinho ao lado dele. Se há dias em que até faço gosto, há outros em que simplesmente não me apetece. Apetece-me espetar o rabo no sofá, com o cérebro desligado e a língua de fora, a ver o que quer que esteja a dar na TV ou a jogar o jogo do costume. Sim, eu sei que não presto.

Num destes dias, ele chamou-me e pediu para que me deitasse à beira dele. Respondi-lhe (sem intenção de o fazer) que já estava a ficar grande e que eu estava mesmo ali ao lado. Passados minutos, voltou a chamar, desta vez a chorar. Mas um choro dolorido a sério!

Que se passa?, perguntei eu. "Estou triste, porque quando fores velhinha e já não estiveres aqui, eu vou ter saudades que estejas deitada à minha beirinha".

Posto isto, não tenho comentários nem dissertações a fazer. Vou só ali deitar-me ao lado dele as vezes que ele quiser e cheirá-lo todo, até ao dia em que ele já não quiser mais. E aí, sou eu quem vai ter saudades.

22
Dez21

2021 em retrospectiva - já acabou??? Sim, já acabou.

Sam ao Luar

Não sei se o Covid me chegou a apanhar na curva mas confesso que a minha memória já não é o que era (no auge dos meus quase 40 anos...:)). Tenho a sensação que o meu 2021 só começou em Maio, com a publicação do meu primeiro post neste blog.

Fui aliciada pela pessoa mais fantástica deste mundo. Acho que é das poucas pessoas que me consegue tirar verdadeiramente do sério. Ela é inteligente, ela é verdadeiramente engraçada, é criativa, é muito eloquente e é (à sua maneira) irreverente. Adoro conversar com ela, adoro rir-me com ela. Não sei se é mútuo, não quero saber. Quero que permaneça na minha vida. Não gosta de dar abraços, mas um dia irá cair nos meus braços. Vou dar-lhe um abraço apertado, vão-lhe saltar as lágrimas dos olhos e vai perceber que é importante para mim.

Aprendi coisas novas este ano. Estamos sempre a aprender. 

Aprendi que casamentos não são para sempre. Que o amor muda e a gente adapta-se. E consegue suportar e superar. Que sofrer pelos outros também é sofrer. Que a saudade dói. Mas que a felicidade e o bem-estar de quem se ama é o mais importante.

Apaixonei-me por pessoas novas, continuo apaixonada por outras e desapaixonei-me por pessoas que pensava estar apaixonada. Sou assim, pessoa de paixão fácil. Aprendi quem são aquelas que me ligam quando precisam e aquelas que me ligam só porque sim. Que me perguntam se preciso de alguma coisa, mais nada, mesmo que eu não queira falar e precise de espaço. E são estas últimas que quero na minha vida. 

Perdi mais uma avó. A última. A geração que já se perdeu. Aprendi que gostava de ter família perto e próxima, mas não tenho. 

Aprendi que estou só e sozinha muitas vezes. Porque não é a mesma coisa... Gosto de estar sozinha, mas não gosto de ser uma pessoa só. Pensei que gostasse. Gosto de me rir com as brincadeiras, de ter amigos em casa, de beber um bom vinho, de fazer filmes, de sorrir com vontade. Sem vergonha. 

Aprendi que ainda sofro com as coisas que me aconteceram ao longo da vida. Sem mais pormenores. É um processo, eu sei. Mas aprendi a libertar-me também de algumas amarras.

Ganhei um globo, este ano. Um boneco. Foi como se fosse o fim de uma etapa e o meu prémio pelo objetivo cumprido, superado. Aliás, todos eles. Foi o meu "fizeste bem, estiveste bem, também mereceste". Tudo o que aconteceu? Já acabou. E tu estiveste muito bem.

Sou eternamente grata a pessoas que nem sabem que lhes sou eternamente grata (ou sabem?). Dei abraços fortes a quem mereceu, a quem tratou/trata de mim, a quem cuidou/cuida, a quem me fez/faz feliz. Tenho os melhores do meu lado. Passei por momentos menos bons? Todos passamos. Mas foi um ano bom? Sim, foi.

Continuo a remendar os meus trapos. Quero poder remendar os dos outros também. E quero ser feliz. É a única coisa que peço.

 

08
Dez21

100 perguntas que ninguém (no seu perfeito juízo) pergunta

Sam ao Luar

1: Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Fechada. Tenho medo do que poderá sair...

2: Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Depende do cheiro.

3: Você dorme com seu edredom dobrado pra dentro ou pra fora? Sem dobras, please.

4: Você já roubou uma placa de rua? Não. Para quê?

5: Você gosta de usar post-it? Sim, para marcar as soluções nos livros.

6: Você corta cupons, mas depois nunca usa? Yep

7: Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Prefiro não ser atacada!

8: Você tem sardas? Não.

9: Você sempre sorri para fotos? Não sei sorrir.

10: Qual é a sua maior neura?  São todas enormes.

11: Você já contou seus passos enquanto você andava? Óbvio.

12: Você já fez xixi na floresta? Sim.

13: E quanto fazer coco na floresta? Não!

14: Você dança, mesmo se não tiver música? Não.

15: Você mastiga suas canetas e lápis? Não. Nojo.

16: Com quantas pessoas você já dormiu essa semana? Durmo sempre com a mesma à 10 anos.

17: Qual é o tamanho da sua cama? 1,60 x 1,90

18: Qual é a música da semana? Lil Nas "Industry Baby"

19: O que você acha de homens que usam rosa? Não é uma cor como outra qualquer?

20: Você ainda assiste desenhos animados? Claro. Disney forever!

21: Qual é o filme que você menos gosta? Qualquer comédia.

22: Onde você enterraria um tesouro escondido, se você teve algum? Não enterrava, pedia para guardarem.

23: O que você bebe com o jantar? Água del cano.

24: No que você mergulha um nugget de frango? Maionese de alho

25: Qual é a sua comida favorita? Sushi

26: Quais filmes você poderia assistir várias vezes e continuar amando? Star wars

27: Última pessoa que você beijou/beijou você? O mesmo de há 20 anos.

28: Alguma vez você já foi escoteiro(a)? Não

29: Você posaria nua em uma revista? Com este corpitcho? Claro!

30: Quando foi a última vez que você escreveu uma carta para alguém no papel? Nem me lembro.

31: Você pode trocar o óleo de um carro? Não. Mas posso acrescentar...

32: Já obteve uma multa? Sim, de estacionamento.

33: Alguma vez ficou sem gasolina? Não. Mas já fui meter gasolina sem dinheiro!

34: Tipo favorito de sanduíche? Queijo fresco e salmão fumado.

35: A melhor coisa para comer no café da manhã? Café com leite e pão com manteiga

36: Qual é a sua hora de dormir? Quando me dá sono.

37: Você é preguiçoso? Sim, bué.

38: Quando você era criança, o que você vestia para o Dia das Bruxas? Não havia dia das brumas para mim.

39: Qual é o seu signo astrológico chinês? Porco

40: Quantos idiomas você fala? 2, português e inglês.

41: Você tem alguma assinatura de revista? Não.

42: Quais são melhores, Lego ou Logs Lincoln? Legos forever

43: Você é teimoso(a)? Sim, bué.

44: Quem é melhor … Faustão ou Silvio Santos? Quem?

45: Já assistiu alguma novela? Sim, quando era mais nova.

46: Você tem medo de altura? Não.

47: Você canta no carro? Sim, em todo o lado.

48: Você canta no chuveiro? Sim, em todo o lado.

49: Você dança no carro? Não lhe chamaria dançar.

50: Alguma vez usou uma arma? Não, mas já tive na mão.

51: A última vez que você teve um retrato tirado por um fotógrafo? No batizado do meu filho.

52: Você acha que os musicais são legais? Alguns (Fantasma da ópera)

53: Natal é estressante? Sim, mas não é por minha causa.

54: Nunca comeu um Pierogi? Quem?

55: Tipo favorito de torta? Limão

56: O que você queria ser quando era criança? Médica cirurgiã.

57: Você acredita em fantasmas? Sim.

58: Já teve um sentimento de Deja-vu? Bué de vezes

59: Toma uma vitamina diária? Não. Frutinha!

60: Usa chinelos? Em casa, sim. No balneário, sim. Na praia, sim.

61: Usa um roupão de banho? Não.

62: O que você usa para a cama? Pijama, duh

63: Primeiro show? Concerto? Queima das fitas.

64: Wal-Mart, Target e Kmart? Não há cá disso.

65: Nike ou Adidas? Boutique Feiral

66: Cheetos ou Fritos? Fritos todos os dias.

67: Os amendoins ou sementes de girassol? Amendoins todos os dias.

68: Já ouviu falar do grupo de Tres Bien? Não...

69: Já teve aulas de dança? Sim.

70: Existe uma profissão que você imagine fazer no seu futuro? Aquela que faço agora.

71: Você consegue enrolar sua língua? Sim, é genético, eu sei.

72: Já ganhou um concurso de soletração?de leitura, na escola.

73: Você já chorou porque você estava feliz? Sim, bué vezes.

74: Possui algum disco de vinil? Estão guardados em casa dos pais.

75: E uma vitrola? Para tocar os discos da pergunta anterior.

76: Você utiliza incenso regularmente? Sim.

77: Já se apaixonou? Algumas vezes...

78: Quem você gostaria de ver em um show? Tantos!

79: Qual foi o último show que você viu? Rock in Rio Lisboa

80: chá quente ou chá frio? Quentinho

81: Chá ou café? Café

82: Açúcar ou adoçante? Açúcar

83: Você sabe nadar bem? Safo-me.

84: Você consegue prender a respiração sem segurar seu nariz? Não. Sou uma vergonha...

85: Você é paciente? Depende

86: DJ ou banda, em um casamento? Banda

87: Já ganhou um concurso? De quê?

88: Já fez alguma cirurgia plástica? Sim, reconstrutiva.

89: Quais são as melhores azeitonas, pretas ou verdes? Pretas

90: Você faz tricô ou crochê? Aprendi, mas não me dedico.

91: O melhor lugar para uma lareira? O melhor, era ter a lareira.

92: Você já viajou pra fora do seu país? Sim, Itália e França.

93: Que lugares pretende conhecer? Todos os que conseguir.

94: Qual era a sua matéria preferida no Ensino Médio? Matemática.

95: Você esperneia até conseguir as coisas do seu jeito? Sou persistente, digamos assim.

96: Você tem filhos? 1

97: Você quer ter filhos? Mais? Não.

98: Qual é sua cor favorita? Preto

99: Você sente falta de alguma coisa da sua infância? Dos meus avós.

100: Você inventa.. Era uma pergunta? Invento muito. 😁

26
Nov21

"A mulher quer-se pequenina como a sardinha"

Sam ao Luar

260039936_4347718785281264_3618204902768323052_n.j

 

Só há pouco tempo me dei conta que o velho ditado "a mulher quer-se pequenina como a sardinha" não tem nada a ver com a altura. A mulher quer-se caladinha, diminuída, ocupada com os afazeres da casa, dos filhos e do marido, para não ter tempo para pensar e questionar, para estar demasiado cansada para isso. A mulher quer-se mal paga para ser dependente. Quer-se pouco instruída para não ser curiosa. E quer-se submissa também, em todas as vertentes da sua vida, pessoal, profissional e sexual.

Vamos mudar de ditado: a mulher quer-se grande e poderosa.

22
Nov21

A noite (que se tornou a) mais importante do ano

Sam ao Luar

globos.jpg

Lá no ginásio (aquele que é o mais fixe da minha zona) fazem, todos os anos, a entrega dos globos. Criam várias categorias, nomeiam várias pessoas, a malta faz campanha e depois fazem uma gala, com toda a pompa, onde se entregam os prémios. Cada qual faz o seu discurso, ficam todos muito emocionados. 

Tirando o facto de que, nos últimos 2 anos, não ter existido gala (o Covid tirou-no as possibilidades de comer, beber, conviver e curtir à grande nos últimos tempos) e de, praticamente, ser o único dia em que faço a depilação, vou ao cabeleireiro e me visto mesmo bem, este ano fui nomeada. Mentira, já tinha sido nomeada ano passado, mas olha, Covid, né?

Categoria Revelação. Entre outras categorias que existiam como assídua, simpática, atlética,... Revelação (vou deixar entoar nos vossos ouvidos...). Não vou ser "pseudo"-modesta e dizer que não merecia, as outras nomeadas trabalharam mais do que eu, blá blá blá. Eu merecia. Ponto. Todas elas perderam quilos e quilos de peso (60, 40, 30) não me interessa. Eu perdi à volta de 15 kg desde que entrei no ginásio. Só. Tinha quase 40% de massa gorda no meu corpo. Neste momento tenho menos de 25%. A massa muscular, essa sim, subiu quase aos 40% (quase, ainda vai lá chegar...). Trabalho que me farto, esforço-me que me farto, ando espalmada todas as semanas (e gosto!).

Mas nunca pensei que fosse ganhar. Eu disse no meu "discurso" (que mais pareceu um resquício de voz trémula) que nunca pensei ganhar o que quer que fosse, dada a minha incapacidade natural de fazer amigos. E já toda a gente sabe que, nestas coisas, muita gente vota pelas amizades. E estava lá muita concorrência boa.

Eu queria aquele prémio. Mesmo antes de ser nomeada. Escondi-me durante muito tempo. Com medo de ser julgada. Com medo que não gostassem de mim. Chega. Perdi a minha cara, o meu sorriso, a minha confiança, o meu à vontade. Caminhei de cabeça baixa durante muito tempo, para não ser vista. Chega. 

De repente, senti como se tivesse entrado para o grupo dos fixes da escola. Recebi cumprimentos de pessoas que eu sabia que existiam, mas que não sabiam que eu existia. Olhares e sorrisos da malta fixe do ginásio. Choveram mensagens, a fama é uma coisa engraçada... Nunca tinha sido vista antes. Foi giro, mas acabou. O meu mau-feitio vai continuar. A minha vontade é a mesma. Esta aqui vai continuar a correr de auscultadores nos ouvidos na mesma, para não perceberem que ela é surda de um lado. Que se perde nas aulas porque não consegue ouvir as instruções dos professores. Que às vezes, não cumprimenta as pessoas porque não as ouve e porque não sabe sorrir direito. E continuo a quere mais e melhor. Muito mais!

Dediquei o meu prémio o meu PT. Ele é a minha inspiração. Se eu sei que lhe pago e que sou o trabalho dele? Sim, eu sei. Mas ele entrou na minha vida quando eu estava no meu pior e foi a pessoa que mais trabalhou em mim, mesmo sendo pago para isso: me acompanhou, me compreendeu, me aturou, me falou, me aconselhou, me motivou, me espicaçou, me ralhou, me deu a sua amizade, o seu carinho, a sua atenção, me levou ao meu limite, me limpou lágrimas e me abraçou quando precisei. E me trouxe de volta... Devo-lhe quase tudo. Não sei se algum dia ele lerá estas palavras. Mas ele sabe-as. 

 

 

 

19
Nov21

Aquele cantinho de liberdade

Sam ao Luar

IMG_20211119_225208_566.jpg

Como eu gostava de ter um sítio destes só para mim!
Gostava de poder decidir se quero estar em silêncio ou a ouvir barulho. Não ter que ouvir perguntas, nem ter que dar respostas.
Gostava de poder decidir se quero estar sozinha ou acompanhada, por quem eu quiser, quando quiser, a falar do que eu quiser, a fazer o que eu quiser, ou mesmo a não fazer nada, só olhar nos olhos e sorrir.

Gostava de poder decidir o que comer, às horas que eu quiser, ou mesmo não comer. Ou poder comer torradas com manteiga, café com leite e pipocas a todas as refeição. Fazer maratonas de séries e filmes, por a leitura em dia. Voltar a tocar piano, mas sem pressões, desta vez.

Ter esta janela virada para o nascer do sol de manhã e virada para o mar e o pôr do sol, ao final do dia. Estar em paz comigo e com quem lá estivesse.

Poder andar de pijama o dia todo ou de vestido de gala, se me apetecesse. Dançar sozinha ou acompanhada, por quem eu quisesse. Apaixonar-me outra vez, sentir formigueiro na barriga e o coração a bater na boca. Tudo outra vez.

Ficar perdida no tempo. Sentir-me livre. Só uma vez.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub