Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sam ao Luar

Sam ao Luar

17
Ago21

2018 volta, estás perdoado

Sam ao Luar

Queria dizer qualquer coisa engraçada, mas hoje não dá.

Em 2019, fui a mais funerais do que em toda a minha vida: 2 avôs, uma madrinha e um padrinho. E na passagem de ano pensei "ainda bem que este ano acabou, venha o próximo!".

Em 2020 bateu o Covid: quarentenas, restrições, teletabalho, tele-escola, decretos-lei e medidas de contenção, férias de caca, tempos de caca, irmã enfermeira em tempos de caca. O medo, a tortura de não se poder estar próximo e de dar um abraço. Sempre as mesmas notícias. Os amigos que não se vêm e que se vão perdendo. A vida que se vai perdendo, devagarinho. E na passagem de ano pensei "ainda bem que este ano acabou, venha o próximo!".

Agora, em 2021, mais Covid (mais controlado mas sem fim) e uma situação muito próxima de tormento. Quando alguém que te é tão querido, vai ao purgatório e volta, e depois vai outra vez e não sabe se vai sair. Chama-se a depressão e não tem cura. Chama-se a estabilidade familiar que acaba, os papéis que se assinam, a emocional, psicológica e física, tudo desaba.

Os antigos diziam (e quem é crente também) que Deus só dá a quem consegue aguentar. E nós ainda estamos aqui. Fortes e corajosas. O que virá a seguir?

2018 volta. Estás perdoado.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub