Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sam ao Luar

Sam ao Luar

01
Set21

E tu, já trabalhaste num centro de explicações? - parte 1

Sam ao Luar

Blog do Arlindo - E tu,já trabalhaste num centro de explicações?

Eu posso dizer que sim. Aliás, trabalho em centros de explicações desde 2007. Sim, tenho muita experiência em vários deles e tenho direito de resposta. Aconselho a leitura na íntegra antes da leitura deste texto.

Infelizmente, lamento a experiência deste senhor nos respetivos centros onde trabalhou. No entanto, as suas experiências não são, de todo, a generalidade das situações nem de todos os centros que existe neste país. Nós, professores destas micro-empresas, já somos considerados a plebe da plebe que é considerada a classe. Com estes artigos? Num blog reconhecido nacionalmente por estar relacionado com a comunidade educacional? Só serve para denegrir o nosso trabalho, para chafurdarmos mais um bocado no meio de todas as dificuldades que atravessamos.

Assim, compreenda-se o título do meu post: parte 1. Porque sim, há tanta coisa para dizer sobre este assunto que quero prender todos os possíveis leitores, futuros e imaginários, para que todos compreendam realmente as dificuldades que estes "centros" com o nome da Doutora na porta (como diz o Sr. Arlindo) atravessam, assim como as personagens que lá desempenham funções.

Concordo com ele numa questão: há centros que funcionam em garagens e em locais mal amanhados. A culpa desta situação é dos pais que com ela estão complacentes. Eu, pessoalmente, mãe de um, não pagaria nem um cêntimo para colocar o meu filho a ter explicações/apoio pedagógico num local sem o mínimo de condições de conforto. E um dos nossos problemas começa logo aí: claro que a Doutora que mete os miúdos na garagem vai cobrar uma mensalidade mais baixa do que a senhora professora que, efetivamente, tem um centro com boas condições de higiene e comodidade. Com janelas e entrada de luz. Com as regras de segurança e higiene no trabalho exigidas. A senhora professora tem que fazer um investimento inicial maior do que Doutora que não paga a renda da própria garagem. Os pais que deixam os miúdos nestas condições de certeza não estão preocupados com o seu conforto, segurança e, muito menos, com o seu rendimento académico. Estão preocupados em entregá-los e ir buscá-los mais tarde. Só.

Fiquem atentos às cenas dos próximos capítulos. Prometo que vai continuar a ser fixe.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub